Enfermagem geral

SUS – DO DESCOBRIMENTO AO IMPÉRIO

Antes de mais nada, para falarmos sobre a história do Sistema Único de Saúde (SUS), você precisa entender o seu significado e saber que o SUS, que passa a existir apenas após a Constituição Federal de 1988.

Então, o SUS é um dos maiores e mais complexos sistemas públicos de saúde no mundo, sendo gratuito, assegura acesso integral e universal para toda a população. Perpassa pelos cuidados mais simples prestados na Atenção Primária, até os níveis mais complexos, como transplante de órgãos.

O Sistema Único de Saúde proporciona um cuidado integral à saúde, sem discriminação, visando a qualidade de vida, com foco na prevenção, promoção, proteção e recuperação da saúde.

Importante entender que tanto o SUS quanto as políticas publicas de saúde do Brasil, estão diretamente ligados à evolução político-social e econômica do Brasil. E saber que por longos anos, a saúde no Brasil, ocupou lugar apenas nas periferias das políticas do nosso País.

Descobrimento ao Império (1500 – 1889)

Este período também é chamado de Período Colonial ou Imperial.

Importante relembrar que nesta época o Brasil era colônia de Portugal, ou seja, aqui havia colonização e escravidão.

Perfil Epidemiológico

Doenças pestilenciais de fácil transmissão, haviam muitos aglomerados urbanos e também não existia muitos conhecimentos sobre o processo saúde-doença. Logo, não haviam ações de prevenção, promoção, proteção e recuperação da saúde. As doenças mais comuns eram a gripe, peste bubônica, varíola e febre amarela. Bem como, não havia saneamento básico.

Cenário Político-Econômico

Nosso cenário político e econômico era agrário extrativista.

Em 1808 a família real portuguesa chega ao Brasil, e com isso houve a mudança da capital do Brasil, de Salvador para o Rio de Janeiro, objetivando adequá-la à condição de sede da corte portuguesa na América. Essas mudanças, buscaram alterar o retrato colonial que comprometia a imagem de cidade-capital, os hábitos da população e garantir a higiene e salubridade urbana.

Setor de Saúde

A organização do nosso Setor de Saúde era da seguinte forma: boticários, curandeiros, medicina liberal (privada), os médicos eram escassos e os preços dos medicamentos eram altos, pois, vinham de Portugal e do Oriente.
Nesse tempo haviam as Santas Casas de Misericórdia (padres jesuítas), são fundadas as primeiras academias medico-cirúrgicas no Rio e na Bahia na primeira década do século XIX. 
Houve o início das primeiras políticas intervencionistas voltadas a saúde para controle de epidemias (não pela preocupação com os menos favorecidos, mas, sim com a família real!!!).

No ano de 1829 as responsabilidades de saúde pública são delegadas as municipalidades, assim, é criado o Serviço de Inspeção de Saúde dos Portos.

Inspeção dos Portos e Controle de Navios, antes do SUS

Em 1850 devido ao aumento dos casos de febre amarela no Rio de Janeiro, foi criado a Junta de Higiene Pública. No entanto, as ações de saúde eram voltadas ao interesse econômico e não necessariamente à saúde da população.

Modelo sanitarista campanhista antes da crianção do Sistema único de saúde

Referências:
Ministério da Saúde
Legislação do SUS: esquematizada e comentada /Natale Oliveira Souza, coordenação. – 3. ed. – Salvador: SANAR, 2019.
Inspeção de Saúde dos Portos

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *